industria-5-passos-para-ter-mais-eficiencia-e-agilidade-nos-processos
Balluff Brasil
Balluff Brasil
11 de abril de 2018

Indústria: 5 passos para ter mais eficiência e agilidade nos processos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Coração pulsante de toda e qualquer indústria, a produtividade é o que faz com que os processos industriais ganhem vida no dia a dia. Por isso, os gestores fabris buscam, a todo momento, novas e melhores formas de aumentar a eficiência e a agilidade em seus processos, o que consequentemente, aumenta também os níveis de produção.

Mas, se esse é um fator a respeito do qual praticamente por todos os gestores têm ciência, por que algumas fábricas são tão mais produtivas do que outras? Para responder a essa pergunta e demonstrar os passos para que uma indústria aumente seus índices de eficácia, vamos te mostrar item a item os fatores que podem tornar sua indústria muito mais ágil e produtiva.

 

A tecnologia é o fator decisivo em qualquer segmento

A indústria 4.0 chegou, e aqueles que não se adaptarem aos novos tempos estão fadados a ver a decaída da competitividade e a perda gradativa de força no mercado. A Balluff, multinacional alemã com mais de 80 anos de história pode te indicar os melhores caminhos e soluções tecnológicas, de acordo com os seus processos produtivos, alinhando sua fábrica à 4ª revolução industrial.

A automação industrial é um fator decisivo dentro desse contexto, e para que ela ocorra de maneira integrada ao seu layout é extremamente importante que você se atente à tecnologia de conexão. É preciso também que ela seja adequada à tecnologia de automação que você está usando, o que permitirá melhorar a comunicação entre os seus sensores e o controlador, por exemplo.

Conheça os princípios da indústria 4.0 e entenda de que forma as novas tecnologias vão ajudar a transformar o seu negócio.

  • Utilização de softwares e do conceito de Internet dos Serviços;
  • Modularidade;
  • Os dados são adquiridos e tratados quase que instantaneamente, o que permite que decisões sejam tomadas rapidamente;
  • Possibilidade de operação em tempo real;
  • Virtualização;
  • Criação de cópias virtuais das fábricas inteligentes. Assim, elas poderão ser rastreadas e todos os processos serão monitorados a partir dos vários sensores espalhados pela planta da empresa;
  • Descentralização;
  • As decisões poderão ser tomadas a partir do mundo ciber-físico, de acordo com as necessidades da produção. Outro ponto é que as máquinas fornecerão informações relevantes sobre o ciclo de trabalho. Sendo assim, os processos ficarão mais refinados;
  • Orientação aos serviços;

 

IO-Link Balluff. Essencial em qualquer cenário

Tecnologia moderna, o IO-Link funciona como uma interface de sinais de entradas e saídas de chão de fábrica, capaz de estabelecer uma comunicação com o controlador do processo. Como essa é uma tecnologia mundialmente padronizada e aberta, ela pode ser usada de maneira universal, sendo uma conexão ponto a ponto totalmente independente do fieldbus usado na sua indústria e podendo trabalhar com cabos de conexão não blindados.

Assim, o IO-Link funciona transmitindo todos os sinais dos seus sensores ao controlador, além de transferir os dados do controlador para os sensores ou atuadores, integrando todo o seu chão de fábrica e permitindo revolucionar a forma como você produz e analisa a sua produção.

 

Cuide dos seus colaboradores e garanta que eles se sintam motivados e seguros

Sua planta industrial pode ser um verdadeiro primor em termos de planejamento, tecnologia e organização, mas, lembre-se que isso nada adiantará se os seus colaboradores não estiveram verdadeiramente capacitados e motivados.

Seus funcionários são peças fundamentais para que que haja ganhos de produtividade e agilidade, por isso, não pense somente na parte técnica das plantas industriais.

Ofereça capacitação para que seus funcionários entendam os processos e consigam trabalhar de maneira adequada. Além disso, pense sempre em medidas e planos de motivação, estratégias para aumentar o conforto e modos de ampliar a segurança nas suas linhas de produção.

 

Planeje sua capacidade produtiva com total assertividade

Produzir a mais pode significar custos de armazenagem desnecessários, perdas de produtos perecíveis ou desatualização / obsolescência. Produzir a menos pode significar desabastecimento e levar o cliente – seja ele uma empresa ou o consumidor final – diretamente para a porta de seu concorrente. Por outro lado, o dimensionamento a maior ou a menor, podem também ser decisões estratégicas de gestão.

Você precisa, portanto, ter informações que permitam a tomada de decisões assertivas, a fim de que haja o correto dimensionamento produtivo.

É fundamental ter ferramentas de gestão que auxiliem em seu planejamento estratégico para que a sua produção sempre esteja alinhada com as suas expectativas de venda.

 

Como anda o seu mapa de processos?

Esse é um passo também fundamental! Tenha um mapa abrangente e atualizado para compreender todos os processos da sua indústria. Esse procedimento facilita a “ponte” para eventuais modificações e melhorias em seu dia a dia fabril.

Com esse tipo de mapa, você facilita também a vida de seus funcionários, que terão conhecimento de todas as etapas de produção, facilitando o reconhecimento de erros e ajudando a detectar gargalos. A vantagem? Melhora significativa na dinâmica produtiva.

Gostou do nosso post de hoje? Então, continue nos acompanhando por aqui. Contamos com a sua visita!

Fique à vontade para compartilhar sua experiência ou tirar alguma dúvida que tenha ficado
Se nossa matéria ajudou você, gostaríamos muito de saber como! Isso vai nos ajudar a criar artigos cada vez mais úteis para você.