tagreaderballuf
Balluff Brasil
Balluff Brasil
5 de julho de 2018

Como o RFID pode deixar a sua Produção Automotiva mais rápida e eficiente

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

A indústria automotiva é uma das criadoras de tendência tecnológicas na indústria de manufatura. Em 1913 Henry Ford inventou a linha de montagem e desde então mudou a produção automotiva. Agora, um pouco mais de um século depois a indústria automotiva está novamente lidando com grandes inovações em sua indústria.

A complexidade de modelos diferentes e a variação de equipamentos são enormes. Essa individualidade vem com grandes desafios. Os trabalhadores no processo de montagem são confrontados com inúmeros componentes quase idênticos. Isso requer um rastreamento acurado de todos os itens para evitar erros. Assim, os componentes de alta relevância são frequentemente fornecidos com um código de barras que precisa ser escaneado manualmente.

 

As maiores vantagens do RFID sobre o código de barras na produção automotiva

Uma outra tecnologia poderia aliviar os funcionários desta rotina de atividades e dar aos mesmos a segurança de ter instalado as partes corretas: RFID. Essas são as maiores vantagens do RFID sobre os códigos de barras:

  • Enquanto o código de barras apenas contém as informações sobre qual tipo de produto ele é, a etiqueta de RFID fornece informações adicionais, como em qual veículo o assento do carro deverá ser instalado.
  • Enquanto os códigos de barra têm que ser lidos manualmente um após o outro com um escaner manual, as etiquetas de RFID podem ser todas detectadas simultaneamente e sem o contato através de escâner– mesmo se as partes já tiverem sido instaladas.
  • As etiquetas de RFID podem ser utilizadas para rastrear as informações em segundos a qualquer momento. Durante o processo de produção, ela pode ser verificada se todos os componentes requisitados estão instalados – considerando que todos eles estão equipados com a etiqueta de RFID. Sem o RFID, isso era apenas registrado na inspeção final, utilizando inspeção visual e uma lista de papel.
  • Além disso, hoje em dia, é indispensável para a indústria automotiva tornar as partes do carro rastreáveis e assim designar a elas uma única identidade. O RFID tem a vantagem de poder recuperar as informações facilmente, mesmo sem contato visual ou mesmo após repintar o componente. A função não é perdida com sujeira ou cobertura de óleo. Além disso, as etiquetas com proteção especial podem reter as suas funções até mesmo sob carga mecânica, térmica ou química.

 

Como o RFID funciona?

O RFID é a tecnologia de identificação de objetos através de rádio frequência. O leitor gera um campo eletromagnético de alta frequência e se uma etiqueta de dados (também chamado de “tag”) ficar próximo ao leitor, uma estrutura específica de etiqueta assegura uma mudança no campo e assim transmite informações individuais sobre ela mesma – sem contato.

Princípio de funcionamento um sistema RFID

 

Aumente a rastreabilidade do processo e a rentabilidade com RFID

Milhares de partes são necessárias para construir um carro. Mas apenas as partes que são seguras, ambientalmente corretas ou relevantemente testadas obtêm uma etiqueta RFID. Por exemplo, o cabeamento do motor obteria uma etiqueta que pode ser lida automaticamente. Sem o RFID o trabalhador teria que inserir manualmente a etiqueta no banco de dados e erros poderiam surgir facilmente. O RFID detecta a parte automaticamente e não é necessário olhar as etiquetas em caixas de transporte, etc. Com o RFID sabe-se onde o componente está localizado a qualquer momento – a partir do momento que ele é entregue até a linha final de produção do carro. Com essas informações pode-se reagir com flexibilidade às mudanças no processo, tais como atrasos em algumas áreas, e pode-se reagendar em curto prazo de tempo. Além disso, é possível sempre restaurar o estoque atual e saber se o componente correto está montado no veículo correto, aumentando significativamente a confiança e eficiência do processo. Uma solução de RFID elimina várias etapas em documentação por veículo, e o mesmo leva mais transparência para logística e processo de produção. Isso significa que o esforço é reduzido e a rentabilidade aumenta.

 

A implementação começa com os fornecedores

Idealmente, a implementação do RFID começa com os fornecedores automotivos. Eles colocam as etiquetas de RFID em seus componentes o que permite que eles utilizem a tecnologia dentro de sua logística e de suas instalações de manufatura. Ao chegar ao fabricante de automóveis, as partes passam através de um portal de RFID que faz a leitura das etiquetas automaticamente e adiciona as partes no seu inventário. Se o carro deixa a linha de montagem após a fabricação, pode-se identificar novamente através do portal de RFID. Ao pressionar um botão, é possível mostrar quais partes estão embaixo do capô.

 

Configuração automática com UHF para sua conveniência

Os processos na indústria automotiva são versáteis, mas a vasta seleção de produtos inovadores do RFID pode conduzir a sua produção automotiva para ser mais rápida e eficiente.

Para maiores informações sobre RFID, visitar www.balluff.com

Fique à vontade para compartilhar sua experiência ou tirar alguma dúvida que tenha ficado
Se nossa matéria ajudou você, gostaríamos muito de saber como! Isso vai nos ajudar a criar artigos cada vez mais úteis para você.