Aumente a vida útil dos sensores instalados em ambientes sujeitos ao calor: opte por sensores resistentes a altas temperaturas

IO-Link: inovação indispensável para a indústria do presente e do futuro
IO-Link: inovação indispensável para a indústria do presente e do futuro
7 de novembro de 2019
Adequação à NR12: melhore o índice de segurança de suas máquinas com Safety over io-link
3 de dezembro de 2019
O ambiente exigente de certas fábricas demanda soluções como os sensores resistentes a altas temperaturas, para garantir o monitoramento, sem prejuízos à vida útil do dispositivo instalado nesses locais.

Neste artigo destacamos as vantagens do uso desse tipo de sensor, por conta de suas características especiais de construção. Confira.


Características de um sensor resistente a temperatura


Para evitar o prejuízo da troca constante de sensores frágeis em ambientes sujeitos ao calor, a única solução é instalar sensores resistentes a temperatura na fábrica. Sensores Balluff dessa categoria, por exemplo, passam por testes de forma permanente em Highly-Accelerated-Lifetime-Tests (HALT) em laboratório próprio e certificado.

Assim, passam a ter vida extremamente longa, tornando-se resistentes a aplicações severas, seja por conta da alta temperatura, dos impactos, ou dos meios agressivos, como agentes refrigerantes e lubrificantes. Além disso, a fabricação exigente dos dispositivos faz com que os sensores e acessórios especiais da Balluff raramente precisem ser substituídos, o que reduz a necessidade de peças sobressalentes e, consequentemente, os tempos de parada e os custos da empresa.


Aplicações dos sensores resistentes a alta temperatura


A construção dos sensores resistentes a alta temperatura permite que tenham longa vida útil nos mais variados ambientes sujeitos ao calor. Dentre as aplicações, estão fundições e forjarias, onde é preciso lidar com cargas térmicas de longa duração e picos curtos de temperatura máxima. Tais cargas, em sensores não resistentes, podem reduzir a potência e causar falhas em tais dispositivos.

Porém, no caso de um sensor resistente a temperatura, não há esse risco, já que o produto é construído para performar em processos como estes. O uso de sensores adequados à necessidade de cada um dos ambientes fabris é indispensável para garantir o bom funcionamento e a durabilidade dos dispositivos, dentre eles, os sensores resistentes a temperatura.

Contudo, nem sempre as empresas têm domínio do assunto para fazer a escolha certa, o que exige o auxílio de especialistas em automação industrial para evitar aquisições e aplicações incorretas.

Quer saber mais sobre como aumentar a vida útil dos sensores e sua produtividade? Baixe nosso e-book gratuito!