A convergência da automação industrial fundamenta a indústria do futuro

23 de julho de 2021

Alinhar TI, TA e IIoT é garantir que as informações geradas por cada uma dessas tecnologias gerem processos mais eficientes. O resultado é redução de custos e maior produtividade

 

Empresas de qualquer segmento industrial que busquem estar atuais e competitivas precisam ter em mente que o caminho para o futuro passa pela convergência na automação industrial. É o alinhamento entre Tecnologia da Informação (TI), Tecnologia da Automação (TA) e a Internet Industrial das Coisas (IIoT) para uma tomada de decisão mais assertiva.

Essa tríade sintonizada garante eficiência nos processos e aumento da produtividade. Isso significa, por exemplo, entender por que um equipamento oscilante na produção pode ocasionar variabilidade em toda a cadeia produtiva, elevando gastos energéticos, de manutenção e, consequentemente, o custo final do produto, com prejuízos para a satisfação do cliente.

Neste artigo, vamos falar mais sobre o conceito e a aplicação de convergência na automação industrial. Você vai entender os motivos que tornam essa troca de informações essencial no surgimento de organizações preparadas para fazerem parte do cenário da manufatura moderna.

Entendendo a automação industrial

O despertador programado no celular emite um alarme na hora de acordar. Depois, você usa o bilhete eletrônico no transporte público para chegar ao trabalho. Lá, você saca dinheiro no caixa eletrônico antes de entrar no elevador e escolher o andar do destino.

Essas atividades tão corriqueiras envolvem inúmeras automações que nos passam despercebidas. Nessas situações, a tecnologia ajuda na melhor execução de tarefas, facilitando o nosso dia a dia. E não é diferente quando se fala em processos produtivos da indústria.

A automação industrial nada mais é do que a realização de algum trabalho por meio de máquinas controladas automaticamente, bem como softwares e equipamentos específicos para automatizar processos industriais. São ferramentas para aumentar a eficiência, maximizar a produção com o menor consumo de energia, menor emissão de resíduos e melhores condições de segurança, nos aspectos material, humano e das informações.

Para que isso aconteça, é necessário que alguns processos humanos sejam substituídos, parcial ou completamente. Eles dão lugar a um conjunto de elementos tecnológicos, mantendo a segurança dos funcionários e levando em consideração que algumas atividades são muito difíceis de serem executadas pela mão do homem.

Essa otimização dos processos vem ao encontro das novas tecnologias voltadas à automação industrial de ponta, a partir do que chamamos de Indústria 4.0. Mas ainda existem muitas discussões em torno desse movimento, e sobre o que se espera dessa grande mudança na forma de lidar com a produção.

E a principal delas se refere a como o ambiente empresarial deve agir para efetivamente se integrar à chamada Quarta Revolução Industrial. Algo que envolve integrar informações, pessoas e máquinas no espaço cibernético, o que torna convergência uma palavra de ordem.

Convergência na automação industrial

Antes de falarmos especificamente sobre convergência na automação industrial, vamos apontar os elementos infraestruturais de uma manufatura moderna que precisam ser interligados. São eles:

  • TI – Tecnologia da Informação: todo o conjunto de hardware e software para gestão da unidade empresarial.
  • TA – Tecnologia da Automação: todo o conjunto de hardware e software responsáveis pela medição, controle, automação e segurança da planta/máquina na unidade produtiva.
  • IIoT – Industrial Internet of Things: rede de comunicação que produz e consome informações da unidade industrial, por meio de pessoas, máquinas, equipamentos e dispositivos.
  • Cloud: envolve a disponibilização de informações na “nuvem”, a partir de aplicativos e sistemas.
  • Big Data: sistema de dados com características de volume, velocidade e variedade, no qual todas as informações da unidade empresarial são centralizadas, gravadas e analisadas.

O fato é que o sucesso das estratégias de transição para a Indústria 4.0 está diretamente relacionado à convergência eficiente das informações geradas por cada uma dessas áreas e tecnologias. Afinal, é esse olhar harmônico que interliga as redes de informação de toda a cadeia produtiva industrial.

Com isso, temos a TI, TA e IIoT funcionando de forma independente dentro de seu ambiente, mas unidas no sistema de Big Data, além de disponíveis por meio de Cloud. Tudo isso com estrutura de segurança de dados, em um ambiente conectado, no qual as pessoas e as máquinas trocam informações de forma segura, consistente e com objetivos definidos.

Dessa forma, é possível acessar, com praticidade, subsídios suficientes e inteligentes para a melhor tomada de decisões, o que vai permitir flexibilidade na produção, padronização da operação, manutenção preditiva e preventiva, redução dos desperdícios e no consumo de energia, um conjunto de fatores que reflete em maior produtividade e na diminuição dos custos.

IO-Link Balluff

O IO-Link Balluff é uma solução viável e revolucionária com o objetivo de facilitar a integração de sensores inteligentes em todos os setores da manufatura. Falamos do que há de mais atual na convergência da automação industrial.

Trata-se de um protocolo de comunicação aberta com conexão ponto a ponto, que vem sendo utilizado há uma década e é considerado o USB da indústria. Isso porque garante total facilidade de instalação, ampliação da capacidade das redes, bem como aumenta a possibilidade de diagnósticos e configuração de parâmetros.

O IO-Link Balluff possibilita lidar com um grande volume de dados e promover a troca bidirecional dessas informações entre sensores e dispositivos conectados a um sistema de comando, com a melhor qualidade de sinal e sem interferências. Tudo para viabilizar o monitoramento fabril e a realização de investigações eficientes.

E o melhor é que, para a implementação dessa interface eficiente e universal, bastam um simples cabo industrial comum e três ou quatro condutores. É o suficiente para você conectar tanto os sensores inteligentes, quanto os dispositivos binários e/ou analógicos, sempre com redução de gastos.

Por ser de fácil instalação, baixa manutenção e alto rendimento, o IO-Link Balluff vem sendo a opção da indústria com uma excelente relação custo-benefício. É possível reduzir o tempo de produção em até 50%, no comparativo com outros projetos tradicionais de sistemas de controle. Confira o case que mostra isso, na prática!

Por isso, pensou em convergência na automação industrial, lembrou da Balluff! Navegue pelo nosso site e confira o universo de soluções que disponibilizamos ao mercado.

Fique à vontade para compartilhar sua experiência ou tirar alguma dúvida que tenha ficado
Se nossa matéria ajudou você, gostaríamos muito de saber como! Isso vai nos ajudar a criar artigos cada vez mais úteis para você.
Assine nosso conteúdo
E-Books
Vídeos

Balluff – Controles Elétricos Ltda.
Rua Francisco Foga, 25 – Distrito Industrial | Vinhedo – São Paulo

+55 19 3876-9999

Vamos conversar! Para dúvidas ou informações sobre a Balluff, preencha os dados abaixo: