5 vantagens da automação na indústria de alimentos

10 de junho de 2022

A automação na indústria alimentícia já é um caminho sem volta. É sinônimo de produtividade, redução de custos e produtos com qualidade para o consumidor.

A indústria alimentícia é um dos grandes segmentos a impulsionar a economia brasileira. Que o digam os números: o balanço anual da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA), de 2021, indica que o setor foi responsável por 10,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do País, além de gerar 1,72 milhão de empregos formais e diretos.

E não para por aí. O Brasil é o segundo maior exportador de alimentos industrializados do mundo, levando os seus produtos para 190 países. Dados que sinalizam o porquê da busca desse mercado por tecnologia e automação.

Afinal, inovar é fundamental para a otimização dos processos produtivos e a redução de custos, fazendo valer os pilares da Indústria 4.0. Nesse artigo, você vai saber um pouco mais sobre a importância e os benefícios da automação como fator de qualidade, segurança e sustentabilidade na indústria de alimentos.

Boa leitura!

A Indústria 4.0 e o segmento alimentício

Atenta à competitividade e à exigência por qualidade crescentes, a indústria de alimentos incorpora o que há de mais moderno em tecnologia para automatizar processos. É o caminho para implantar, na prática, o conceito de Indústria 4.0, a partir de tendências como Big Data, Internet das Coisas, Machine Learning e armazenamento de dados em nuvem.

Esse percurso que une automação, robótica e outras tecnologias avançadas para transformar, de forma abrangente, toda a esfera de produção fabril, simplesmente não tem volta. São as fábricas inteligentes, as quais otimizam os processos da execução à gestão, de forma a se tornarem mais ágeis, assertivas e econômicas.

As companhias de alimentos colhem uma série de vantagens desse processo. Confira alguns dos mais evidentes!

1. Aumento da produtividade

A partir do momento em que se investe na automação industrial, essa é uma consequência mais do que certa. O tempo de trabalho diminui e o retorno é maior, por conta dos modernos equipamentos implementados. Isso torna possível manter ciclos de produção mais rápidos e eficientes, o que abre espaço para aumentar vendas e expandir mercados.

2. Mais qualidade

A partir do momento em que se tem acréscimo na produção, a qualidade não pode ser deixada de lado. Cada item confeccionado precisa ter o mesmo padrão, o que é facilmente alcançado com automação dos processos, já que os erros ou falhas humanas são eliminados.

3. Redução de custos

Apostar na automação é sinônimo de retorno garantido. Assim, o medo que muitos empresários do setor têm de apostar seus recursos em investimentos elevados, se desfaz. A tecnologia permite aumentar a produção sem necessariamente contratar colaboradores e com menor chance de falhas. As máquinas se encarregam do operacional e as pessoas, do estratégico.

É uma perspectiva que aumenta a qualidade e evita o desperdício de tempo e de insumos, resultando em economia nos médio e longo prazos. O que é positivo para a saúde financeira do negócio.

4. Monitoramento remoto

Monitorar o ciclo produtivo global, de forma remota, é uma das grandes vantagens da automação para quem trabalha na indústria alimentícia. Todas as informações estão acessíveis a qualquer hora, independentemente do lugar, descentralizando decisões a partir de uma comunicação mais rápida e assertiva.

Dessa forma, os processos podem ser acompanhados em tempo real, o que reflete na entrega garantida dos produtos para os clientes, na data combinada, com imagem positiva sobre a empresa.

5. Competitividade no mercado

É certo que apostar na automação traz vantagem competitiva, pois o crescimento das vendas e a expansão do negócio são consequências desse caminho percorrido.

Por isso, a indústria de alimentos que investe na automação se destaca no mercado. Os processos demorados e obsoletos ficam para trás, abrindo espaço para a produtividade a partir de equipamentos de última geração, assegurando uma operação mais forte e eficaz.

A automação da indústria alimentícia na prática

A automação na indústria de alimentos implica em tarefas realizadas parcial ou completamente por tecnologia de ponta, com precisão e melhores resultados. É a solução ideal para um setor que possui rígidos regulamentos de higiene e qualidade, como garantia de máxima excelência ao processo produtivo e ao mix de produtos.

O chão de fábrica fica coberto por máquinas dotadas de sensores capazes de se comunicar entre si, receber informações em tempo real e armazenar dados. Isso sem contar o fato de serem projetadas para identificar e corrigir defeitos sem a necessidade da intervenção humana.

É um cenário que torna claro o quanto a modernização na indústria de alimentos favorece a tomada de decisões e o cumprimento de processos redondos e adequadamente monitorados. E isso vale para tarefas, como inspeção de produtos, leitura de lote e validade, controle de embalagens, verificação de nível ou lacre de tampas e frascos, entre tantas outras atividades.

Fatores fundamentais para se chegar aos melhores resultados e evitar acidentes de trabalho, criando um ambiente mais favorável à execução dos variados procedimentos envolvidos no preparo de alimentos. Uma trajetória segura até o consumidor final, que vai poder desfrutar de um produto que atenda às suas necessidades.

Webinar gratuito
Sensores de processo com foco em detecção de nível

As soluções Balluff

A Balluff é líder em soluções para automação industrial, ofertando dispositivos projetados para atender às exigências de qualidade do setor de alimentos. São itens voltados para o monitoramento do fechamento de sistemas de envasilhamento; monitoramento de vazamentos em bandejas e de pressão hidráulica; monitoramento contínuo da pressão com IO-Link; monitoramento da dilatação de materiais no processo; monitoramento da posição, entre outros.

Na prática, tais sensores evitam falhas no processo, como a falta de produtos dentro da embalagem e a deterioração do sistema por conta de pressão excessiva. Problemas que podem levar à parada de máquinas, perigo para os colaboradores, prejuízo à qualidade do produto e queda na produtividade da equipe.

Os sensores Balluff oferecem também soluções de sistema para aplicações higiênicas, os quais garantem a mais alta confiabilidade e flexibilidade em condições desafiadoras.

Veja os excelentes exemplos de uso:

Na produção de carnes

  • Registro do código PDF417 da matéria-prima fornecida, que é um código de barras empilhado voltado para grandes quantidades de informações;
  • Consulta do nível de abastecimento no misturador/moedor de carne;
  • Detecção de posição no setor de higiene.

Na produção de laticínios

  • Verificação da presença do recipiente, para envasilhamento seguro;
  • Detecção de objetos durante a produção;
  • Reconhecimento de etiquetas coloridas;
  • Identificação de veículos.

Para conhecer o portfólio de produtos completos da Balluff, acesse o site e confira o que a empresa de qualidade internacional tem a oferecer em automação na indústria de alimentos!

Fique à vontade para compartilhar sua experiência ou tirar alguma dúvida que tenha ficado
Se nossa matéria ajudou você, gostaríamos muito de saber como! Isso vai nos ajudar a criar artigos cada vez mais úteis para você.
Assine nosso conteúdo
E-Books
Vídeos

Balluff – Controles Elétricos Ltda.
Rua Francisco Foga, 25 – Distrito Industrial | Vinhedo – São Paulo

+55 19 3876-9999

Vamos conversar! Para dúvidas ou informações sobre a Balluff, preencha os dados abaixo: