Retrofit de máquinas
Balluff Brasil
Balluff Brasil
15 de agosto de 2019

Retrofit de máquinas: entenda como otimizar seu parque de máquinas com soluções de automação industrial

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

O retrofit de máquinas existe para provar que não é preciso ter máquinas novas para ter um processo de automação industrial de qualidade. Neste artigo destacamos como é possível fazer essa modernização dos equipamentos, alavancando a produtividade e, consequentemente, melhorando os resultados da empresa.

 

Por que fazer retrofit de equipamentos industriais pode ser um bom negócio

O investimento em novas máquinas representa um custo significativo para as indústrias. Por esse motivo, ainda que a tecnologia avance rapidamente, muitas acabam mantendo equipamentos antigos (que ainda funcionam) em seus processos.

A decisão é sensata, por conta da economia com a compra de equipamentos. No entanto, a atualização ou retrofit das máquinas é indispensável.

Isso porque a tecnologia fica ultrapassada, deixando a desejar em termos de produtividade, eficiência e, muitas vezes, até segurança. Assim, é preciso “reformar” a máquina, substituindo peças, modificando sistemas e recuperando partes do objeto para que seu trabalho seja otimizado. Para isso, existem cinco etapas no retrofit: avaliação do equipamento, desenvolvimento do projeto, compra de materiais, implementação do projeto e testes.

Em outras palavras, o retrofit de máquinas é o caminho econômico para que as empresas garantam melhorias no processo e aumentem sua competitividade rumo à indústria 4.0, mesmo sem comprar novos equipamentos.

 

Tecnologias de automação industrial para dar início ao retrofit de máquinas

O retrofit pode começar pela inclusão de sensores industriais junto às máquinas. Com os dispositivos, é possível otimizar o controle, o monitoramento e a verificação de diversos parâmetros do processo de forma automatizada. E a melhor parte é que não é preciso ter máquinas novas para usufruir dos benefícios que os sensores trazem, basta proporcionar a elas mais conectividade, como por meio da tecnologia IO-Link.

O protocolo de comunicação IO-Link permite que a troca de dados entre todos os equipamentos e dispositivos seja muito mais rápida, dos sensores ao CLP. Além disso, a tecnologia IO-Link traz diagnósticos contínuos sobre os equipamentos, possibilitando que a empresa atue de forma preventiva, reduzindo falhas e paradas na produção, mesmo com máquinas renovadas em seus processos.

Atualizar o parque industrial é um assunto que deve ser incluído no checklist de prioridades da empresa. Um tema relevante e que põe em xeque a competitividade de qualquer negócio. Percebe-se que a atualização das máquinas e processos não precisa ser o pesadelo dos gestores. Afinal, o retrofit de máquinas é uma alternativa eficiente e econômica. Com tudo isso, a organização já passa a contar com um sistema de automação industrial inteligente, aliado à modernização dos equipamentos.

Se você gostou deste conteúdo, mantenha-se atualizado sobre outros temas relacionados a automação industrial em nossas redes sociais. Siga nossa página no LinkedIn!

Fique à vontade para compartilhar sua experiência ou tirar alguma dúvida que tenha ficado
Se nossa matéria ajudou você, gostaríamos muito de saber como! Isso vai nos ajudar a criar artigos cada vez mais úteis para você.