processos
Balluff Brasil
Balluff Brasil
4 de setembro de 2017

Processos industriais: a importância dos sensores para o sucesso da sua empresa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Os sensores industriais estão presentes em muito do nosso dia a dia e são essenciais em diversos setores, principalmente nos processos industriais – sendo imprescindíveis em determinados ramos e na automação industrial. Apesar disso, muitos gestores ainda postergam o uso dessa tecnologia e acabam perdendo dinheiro e produtividade. Se você ainda não está convencido de que o uso dos sensores pode revolucionar a sua indústria e ajudar a alavancar o seu sucesso, continue a leitura!

 

O que são os sensores industriais?

Os sensores industriais são dispositivos capazes de transformar variáveis de um valor físico (como temperatura ou velocidade, por exemplo) em variáveis que sejam fáceis de serem entendidas pelo olhar humano.

Isso significa que, dependendo do tipo de sensor, é possível que eles detectem determinada grandeza física e transformem essa informação em sinais elétricos, sonoros, ou ainda transformado em dados que podem ser lidos por um processador ou transmitidos eletronicamente por uma rede de dados.

Está difícil compreender? Imagine o funcionamento do motor de um carro. Um detector de oxigênio faz parte de um sistema de controle de emissões de um automóvel e é responsável por verificar a relação de gasolina/oxigênio, através de uma reação química que gera o sinal elétrico.

Um computador presente no motor é responsável por fazer a leitura da variação do sinal elétrico (medido em Volts), verificando a mistura de forma a ajustar o seu equilíbrio para que a mesma seja ótima. O computador, neste caso, é o responsável por processar toda essa informação e exibi-la no painel do carro para que o motorista consiga compreendê-la.

O mesmo acontece com os sensores industriais que, através de uma tecnologia própria, consegue “medir” determinada grandeza e transformá-la em informação para quem estiver operando a máquina.

 

Como os sensores funcionam na automação industrial?

Os sensores são amplamente utilizados na automação industrial e possuem uma função vital nesse processo, ajudando a detectar presença, posição, aproximação, distância, entre várias outras informações sobre os itens produzidos.

Assim, os sensores podem ser usados em qualquer tipo de aplicação e requisitos, tanto para as aplicações diárias da indústria, como para a aplicação severa em ambientes críticos. O uso dos sensores industriais traz algumas vantagens importantes, como:

  • padronização dos processos industriais;
  • maior segurança no chão de fábrica (já que inúmeros sensores funcionam evitando acidentes, como evitando que determinadas partes do corpo sejam inseridas nas máquinas ou indicando variações nas redes elétricas);
  • mais qualidade dos produtos;
  • maior agilidade nos processos industriais;
  • redução da perda de matéria-prima, energia elétrica e água;
  • otimização dos processos industriais;
  • aumento da produtividade;
  • cumprimento de normas industriais específicas de acordo com o setor (como normas de higiene no setor de alimentação);
  • entre outras.

 

Quais são os tipos de sensores industriais?

Como dissemos, existe uma grande variedade de sensores industriais atualmente, oferecendo soluções para várias demandas. Veja alguns dos mais usados:

 

Sensores indutivos

sensores-balluff-indutivo

Também podem ser conhecidos como sensores de proximidade, eles são dispositivos eletrônicos que ajudam na detecção de partes e de peças metálicas de ferro, aço, alumínio, latão e aço inox.

Além disso, esses sensores ainda podem ser usados para detecção de fim de curso, leitura de posição de longa distância, contagem e reconhecimento de pulsos por meio de componente mecânico dentado, detecção de presença ou ausência de material metálico, entre outros.

Esse sensor funciona a partir de um campo eletromagnético variável gerado pelo oscilador em conjunto com a bobina na extremidade do dispositivo. Quando um material metálico entra neste campo, pequenas correntes parasitas são induzidas, diminuindo a energia do campo e a amplitude do sinal do oscilador.

 

Sensores de pressão

sensores-balluff-pressao

Os sensores de pressão podem ser usados em quaisquer sistemas que necessitam da visualização da pressão atual de forma rápida e confiável. Muitos desses equipamentos podem realizar a medição da pressão até mesmo em meios viscosos, pastosos, cristalizados ou que contenham partículas sólidas.

Esses tipos de sensores também podem ser usados para o monitoramento de meios de produção como agentes de refrigeração, óleos hidráulicos e pneumáticos.

Alguns ainda possuem comunicação com o IO-Link, transmitindo os valores medidos e as informações diagnósticas complementares de maneira contínua para o controlador.

 

Sensores capacitivos

Os sensores capacitivos possuem inúmeras aplicações industriais, podendo ser usados para detecção inteligente de líquidos com ou sem contato com o meio, para a detecção de objetos através de campo magnético e até mesmo para a detecção de objetos sem contato mecânico, permitindo a seleção de materiais, a medição de espessuras de camadas de qualquer material, o monitoramento da espessura de produtos, a medição de alturas, a determinação de diâmetro, entre outros.

Esses equipamentos possuem muitas vantagens, como:

  • livres de desgaste, já que trabalham sem contato;
  • capacidade de funcionamento mesmo através de paredes de vidro ou de plástico;
  • detecção de líquidos e sólidos;
  • entre outros.

 

Sensores magnéticos

Estes tipos de sensores são muito usados para o monitoramento da posição do êmbolo em cilindros e garras, usando o campo dos ímãs integrados, funcionando totalmente sem contato.

Hoje já existem sensores magnéticos próprios para aplicações em ambientes severos, apresentando mais robustez e resistência a respingos de soldas e faíscas, além de suportarem temperaturas de até 105ºC.

Também é possível encontrar sensores magnéticos com comunicação IO-Link, facilitando o entendimento e o monitoramento do sistema e até mesmo a troca de sensores, graças a troca automática de informações do sensor retirado, para o novo.

 

Sensores optoeletrônicos

Esses sensores funcionam detectando a presença de objetos e verificando, com segurança, a cor, o formato, a distância e a espessura do objeto em questão. Tudo com diversidade de alcance e com opções com ou sem supressão de fundo – facilitando a sua aplicação em diversos segmentos industriais.

Outra vantagem é que esse tipo de sensor permite a detecção de forma confiável independente do material, da cor e da superfície do objeto. Em artigos têxteis, por exemplo, esses sensores conseguem detectar uma ampla variedade de cores, assim como em embalagens e etiquetas.

Como você pode notar, os sensores industriais possuem uma gama de aplicações e de tipos, ajudando vários segmentos da indústria a se tornarem mais eficientes, produtivas e seguras.

Fique à vontade para compartilhar sua experiência ou tirar alguma dúvida que tenha ficado
Se nossa matéria ajudou você, gostaríamos muito de saber como! Isso vai nos ajudar a criar artigos cada vez mais úteis para você.