Evite-problemas-nos-seus-processos-industriais-em-3-passos-blog
Balluff Brasil
Balluff Brasil
5 de setembro de 2017

Evite problemas nos seus processos industriais em 3 passos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Os problemas nos processos industriais podem acontecer de várias maneiras – mas todos acabam levando a desperdícios, atrasos e dificuldades financeiras. Tornar a indústria mais eficiente e com mais qualidade acaba significando buscar por medidas e métodos que ajudem a reduzir as falhas e dificuldades que podem acontecer durante o processo produtivo.

Isso significa diminuir a taxa de retrabalho, aumentar a qualidade dos produtos, cumprir os prazos, estimar custos adequados e não desperdiçar matéria-prima e nem recursos naturais. Embora este pareça um cenário “dos sonhos” para muitos gestores, isso é totalmente possível com algumas mudanças importantes dentro de toda a sua cadeia produtiva.

Quer saber mais e descobrir como evitar problemas nos seus processos industriais de forma simples e eficiente? Continue a leitura e veja os 3 passos essenciais!

 

1- Simplifique e torne mais rápidos os seus processos de fabricação

Buscar o crescimento sustentável é uma prática que a maioria dos gestores deveria adotar, independente do tamanho ou do segmento da indústria. Para atingir esse objetivo, é muito importante estar sempre atento de modo a evitar atrasos na produção, buscando maneiras de tornar todas as operações e os processos de fabricação mais ágeis.

É essencial tentar integrar os seus setores, facilitando a comunicação e ajudando a atuação de todos os responsáveis, que passam a compreender melhor os fluxos de trabalho. Por exemplo, utilizando inputs automatizados via apontamentos online e acompanhando as ordens de fabricação, fica mais fácil para que os responsáveis consigam programar a produção de acordo com a demanda e as necessidades da indústria e ainda se preocuparem com a engenharia detalhada de produto.

Quanto mais os líderes de setores forem capazes de simplificar os processos da fábrica, mais propensos eles estarão a encontrarem e resolverem falhas no ciclo produtivo, aperfeiçoando as operações.

 

2- Analise os dados rapidamente

Um dos problemas que mais afetam os gestores de indústrias de porte e ramo diversificados é a falta de dados precisos para embasarem suas tomadas de decisões. Isso significa, por exemplo, dificuldade na hora de realizar um corte no orçamento, ou até mesmo de investirem, porque eles não possuem informações reais e fidedignas sobre a sua realidade.

O mesmo acontece quando falamos do chão de fábrica. Como tornar a sua manutenção menos custosa? Quais os setores que mais atrasam a produção? Quais equipamentos sofrem constantemente com panes? Será que todos os maquinários estão trabalhando de maneira otimizada? Sem esses dados, fica muito difícil tornar o processo produtivo mais eficiente, o que acaba se revertendo em perdas financeiras, de tempo e de qualidade.

Somente com dados atualizados sobre tudo que envolve os seus processos produtivos será mais fácil para o gestor entender exatamente a sua realidade e tomar decisões acertadas, capazes de ajudarem a empresa a crescer, sem comprometer seu orçamento ou a sua qualidade, por exemplo.

 

3- Reduza a quantidade de erros e retrabalhos

Processos industriais ineficientes acabarão se revertendo em uma quantidade muito mais alta de erros e retrabalhos que, por sua vez, podem levar a problemas de segurança, produção com valor mais alto que o da concorrência, gastos excessivos com matéria-prima e recursos naturais, horas extras e custos excessivos em vários setores.

Se uma indústria deseja se tornar eficiente é imperativo que ela busque melhorar a qualidade como um todo – reduzindo erros e retrabalhos.

Muitas vezes, na ânsia de verem suas indústrias se tornarem mais produtivas, os gestores adotam métodos que colocam em risco a qualidade dos seus processos e a atenção aos detalhes, comprometendo de maneira irreversível o que se produz.

 

Como a tecnologia em sensores pode me ajudar a evitar problemas nos processos industriais?

Agora que você já viu os 3 passos importantes para evitar problemas nos processos industriais pode estar se questionando como conseguir implantá-los de forma adequada na sua indústria, certo? E a resposta para isso é uma só: tecnologia em sensores.

A automação industrial é uma realidade inegável e extremamente importante para todos os tipos e ramos de indústria. Somente assim, os gestores conseguem ter mais controle sobre os seus processos, otimizarem os equipamentos, reduzirem o consumo de matéria-prima e recursos naturais, aumentarem a produtividade e conseguirem um resultado final com mais qualidade, custo menor e mais velocidade.

Os sensores atualmente possuem diversas possibilidades de aplicação e podem ajudar a:

  • aumentar a segurança na sua indústria, impedindo que determinadas ações sejam realizadas e coloquem em risco a vida dos seus colaboradores;
  • otimizar o funcionamento dos seus equipamentos, indicando quando alguma máquina não está adequada ou quando será o momento correto para uma manutenção;
  • reduzir o consumo de energia elétrica e água, além de evitar as perdas energéticas;
  • detectar a presença de objetos na linha de produção, bem como os níveis de preenchimento e de enchimento de recipientes;
  • detectar a posição mais confiável e isenta de desgaste em cilindros pneumáticos e hidráulicos;
  • medir longas distâncias sem contato humano, com precisão e de modo absoluto (até mesmo em condições severas);
    registrar temperaturas e objetos.

Além disso, os sensores ainda ajudam os gestores na tomada de decisões, oferecendo dados precisos e confiáveis sobre diversos estados de funcionamento dos maquinários e também os melhores comandos, de modo a tornar a sua indústria mais eficiente.

Um sistema automatizado e auto-operado ainda ajuda a reduzir as chances de falhas humanas, já que muitos dos procedimentos mais delicados e que necessitam de extrema precisão passam a ser feitos por máquinas, garantindo mais padronização nos seus processos produtivos.

E o mais interessante é que hoje já existem soluções em sensores para todos os ramos e tipos de indústrias, considerando a sua necessidade e as características especiais dos processos produtivos que o seu negócio possui.

Assim, é possível, por exemplo, trabalhar com sensores que auxiliem a encher as garrafas com a quantidade certa de líquidos nas indústrias de bebidas, que controlem a temperatura exata de determinado forno em uma indústria metalúrgica ou ainda que padronizem o tamanho do corte de determinado tecido em indústrias têxtil e do ramo de moda, por exemplo.

Como você pode notar, investir na tecnologia de sensores é a melhor maneira de evitar problemas nos seus processos industriais e de tornar a sua empresa muito mais competitiva e segura. Se você gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades da Balluff.

Fique à vontade para compartilhar sua experiência ou tirar alguma dúvida que tenha ficado
Se nossa matéria ajudou você, gostaríamos muito de saber como! Isso vai nos ajudar a criar artigos cada vez mais úteis para você.