Checklist: como reduzir gastos em sua indústria de forma eficiente

o-investimento-certo-para-a-eficiencia-na-industria
O investimento certo para a eficiência na indústria
18 de agosto de 2017
a-verdade-que-ninguem-nunca-te-contou-sobre-perda-de-insumos-na-industria
A verdade que ninguém nunca te contou sobre perda de insumos na indústria
23 de agosto de 2017

Reduzir os gastos na indústria é uma das metas de inúmeros gestores, tornando seus negócios mais competitivos e seus produtos mais lucrativos. Porém, apesar disso, nem todos se atentam a importância de ter um controle mais completo da sua cadeia produtiva e nem dos custos extras que podem estar impactando negativamente no seu orçamento.

São muitos os itens que podem “sugar” o seu lucro, como uma produção ineficiente, erros e retrabalhos, qualidade final ruim do que é produzido, falta de controle sobre seus processos e procedimentos, gestão ineficiente do estoque, problemas de logística, custos elevados com energia elétrica e tributos, excesso de horas extras, manutenções constantes e paradas dos maquinários, entre várias outras questões.

Entender quais são os seus principais gargalos lhe ajuda a ter uma visão mais completa do seu negócio, tornando a sua indústria mais eficiente e produtiva, evitando perdas e gastos desnecessários.

Quer saber mais sobre esse assunto e descobrir maneiras eficientes de reduzir os gastos na indústria? Continue a leitura!


1- Faça uma avaliação sistêmica

Na hora de reduzir os custos, muitos gestores não avaliam o todo e acabam fazendo economias sem sentido que colocam em risco a sua produção ou que reduzem a qualidade dos seus produtos. Isso é um erro fatal e que pode afetar diretamente a sua venda, complicando ainda mais a sua situação financeira.

O ideal é sempre começar com uma análise dos custos completa, tentando entender como cada setor afeta no seu orçamento e de que modo os seus processos internos podem (e devem) ser mais eficazes. Por isso, inclua seus líderes de equipe nessa missão e tenha uma visão ampla do seu negócio.

Quanto mais informatizada e tecnológica for a sua indústria, mais fácil será ter sempre à mão todos esses dados, através de relatórios atualizados e reais, que lhe ajudam na tomada de decisão. Ter um controle de todos os custos que afetam o seu negócio e entender quais são mais ou menos importantes é essencial para qualquer mudança de atitude.


2- Invista em tecnologia

A tecnologia é uma aliada muito importante na hora de reduzir os gastos na sua indústria, tornando todos os seus processos mais eficientes, melhorando a qualidade do seu produto final, aumentando a segurança no chão de fábrica e melhorando a comunicação entre os setores e departamentos do seu negócio.

A automação industrial é um caminho sem volta – e as indústrias que se atentam a esse fator já têm notado melhorias significativas em seus processos produtivos, aumentando a sua eficiência e reduzindo todos os custos relativos à sua produção.

Um dos investimentos importantes nesse sentido é o uso do IO-Link, uma tecnologia mundialmente conhecida, capaz de transmitir todos os sinais dos seus sensores até o controlador, permitindo que você tenha em mãos diagnósticos contínuos e abrangentes, melhorando toda a sua linha de produção, integrando setores e ajudando nas suas tomadas de decisão.

Tornando a sua linha de produção mais inteligente, você consegue reduzir os custos com mão de obra, necessidades de horas extras, energia elétrica, retrabalhos e falta de qualidade nos itens produzidos e muitas outras questões, enxugando os custos de operação, sem impactar negativamente na sua qualidade.

E, então, com esse checklist ficou mais fácil reduzir os seus gastos de forma eficiente? Se esse conteúdo foi útil para você, assine a nossa newsletter e receba sempre dicas interessantes como essa!


3- Atente-se a manutenção dos equipamentos

Quanto de recurso e de dinheiro você perde com a parada e a quebra de equipamentos essenciais na sua produção? Infelizmente, a falta de manutenção adequada e o cuidado com esse setor ainda significam gastos excessivos nas indústrias brasileiras.

É essencial que você tenha um planejamento adequado das manutenções preventivas de todos os seus equipamentos, bem como paradas programadas que não coloquem em risco a sua produção. Quanto mais novo for o seu maquinário, e mais otimizado ele estiver as suas necessidades, menores serão as chances de panes.

Além disso, investir em tecnologia também pode lhe ajudar, com sistemas modernos de automação industrial, que permitem uma leitura em tempo real do estado de funcionamento de cada máquina, além de um detalhamento sobre as melhores configurações de acordo com a sua demanda produtiva.


4- Otimize as jornadas de trabalho

Os gastos com horas extras, adicionais noturnos e outras questões trabalhistas costumam encarecer bastante a folha de pagamento das indústrias, já que muitas trabalham com turnos e com a produção 24 horas.

Mas, apesar disso, podem existir maneiras de você otimizar as jornadas de trabalho dos seus funcionários, por exemplo, automatizando a sua linha de produção ou melhorando as tecnologias e a comunicação entre os seus setores.

Uma linha de produção automatizada trabalha com uma menor necessidade de mão de obra, o que pode significar menos custos com encargos trabalhistas. Além disso, os sistemas que integram os setores podem ajudar a reduzir as horas “perdidas” checando itens no estoque ou procurando pela informação adequada, evitando que horas a mais sejam feitas para atingir os mesmos resultados.

Quanto mais eficientes são os seus processos internos, menor é o custo com o RH. As demissões também precisam ser bem avaliadas, já que seus custos podem ser altos. Muitas vezes é melhor manter o funcionário, remanejando a sua atuação e modificando-o de setor, do que demiti-lo.


5- Use o banco de horas

Outra alternativa para as indústrias que sofrem com os altos custos com a folha de pagamentos é usar o banco de horas. Nesse caso, os empregados podem recuperar as horas trabalhadas a mais em folgas, emendando feriados ou tendo umas férias mais longas – benefícios para ambos os lados.

Mas, é preciso atenção, já que a empresa deverá fazer essa compensação ainda no ano corrente, caso isso não aconteça é preciso remunerar o funcionário pelas horas a mais.


6- Planeje metas de redução e envolva suas equipes

Na área de gestão, muito se fala sobre planejamento de metas de expansão e de aumento de vendas, mas também é importante criar metas de redução de gastos através de uma análise periódica de todos os custos relacionados.

Isso significa definir quais caminhos serão usados para atingir um resultado mais interessante financeiramente falando e de que forma suas equipes serão engajadas nesses objetivos. A comunicação deverá ser reforçada e é importante que essas iniciativas façam parte do dia a dia de todos os setores.

Para isso, vale a pena lançar programas de incentivo, como premiar o time que conseguir atingir as metas de redução – que podem englobar desde o uso consciente de itens pequenos, como materiais de escritório nas áreas gerenciais, até a busca por níveis ótimos de excelência no chão de fábrica.

sensores-industriais