a-verdade-que-ninguem-nunca-te-contou-sobre-perda-de-insumos-na-industria
Balluff Brasil
Balluff Brasil
23 de agosto de 2017

A verdade que ninguém nunca te contou sobre perda de insumos na indústria

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

O mercado está cada vez mais competitivo, principalmente graças à globalização e ao uso de novas tecnologias. Os clientes estão cada vez mais exigentes, buscando fazer negócios com empresas sérias e que ofereçam qualidade comprovada. E, no meio disso tudo, estão as indústrias lutando para sobreviverem e tentando se encaixar nesse novo cenário.

Para continuar lucrando e expandir as suas atuações é imperativo ter um controle maior sobre todos os aspectos da sua produção, otimizar os custos e tornar-se mais produtivo. Nesse sentido, reduzir a perda de insumos é extremamente importante, evitando a perda de matéria-prima, diminuindo as despesas e favorecendo o fluxo de caixa.

Mas, apesar disso, nem todos os gestores entendem de que maneira devem resolver esse problema. Se esse é o seu caso, continue a leitura e saiba tudo sobre esse assunto!

 

Entenda o quanto a perda de insumos afeta a sua indústria

A perda de insumos é uma realidade em inúmeras indústrias, mas nem todas se atentam a esse problema como deveriam. Você saberia dizer hoje, em números, o quanto essa questão afeta a vida financeira do seu negócio?

Entender a sua realidade é o primeiro passo para começar a resolver o problema. Por isso, faça um levantamento do quanto é consumido no seu setor de produção e transforme isso em valores, medindo em reais o quanto esse setor impacta o seu financeiro. Se você notar que os custos estão muito elevados, esse pode ser um indício claro de que algo está errado – e a falta adequada de gestão de estoque e de insumos pode ser a causa.

Existem muitos problemas que podem levar a um custo elevado da produção, como a falta de treinamento adequado da mão-de-obra, o uso de equipamentos obsoletos, o desperdício de energia elétrica nos processos produtivos, o gerenciamento inadequado do estoque (com matéria-prima que acaba estragando por falta de uso), a falta de qualidade na sua produção, entre outros.

 

Como posso resolver meu problema com a perda de insumos?

Após fazer essa análise, você notou que os custos da sua produção estão muito elevados – e isso está corroendo os seus lucros e tornando a sua indústria menos competitiva? Veja os principais problemas que podem estar ocasionando essa questão, e como resolvê-los!

 

Processo produtivo ineficiente

A perda de insumos pode acontecer em inúmeras partes da sua cadeia produtiva, desde a hora em que a matéria-prima entra na sua fábrica, até ser transformada no produto final. Geralmente, o processo produtivo é um dos “vilões” nessas situações.

Use os seus relatórios e fluxogramas para tentar entender como está a sua realidade produtiva e converse com os líderes dos setores para buscar por novas opções. Muitas vezes, o problema é causado por maquinários programados erroneamente, que acabam usando mais insumo do que o necessário para a produção.

Se esse for o caso, você poderá usar sensores ou tecnologia RFID capaz de entender e programar a necessidade adequada de cada insumo, evitando o desperdício e produzindo um item final com mais qualidade.

Além da inovação tecnológica, é essencial treinar a sua mão-de-obra adequadamente. Afinal, não adianta ter disponível uma tecnologia eficiente se as pessoas que irão operá-la não sabem como aproveitar o máximo de cada equipamento.

 

Gestão do estoque inadequada

Não é apenas durante o processo produtivo que a perda de insumos acontece. Muitos gestores acabam se esquecendo da importância de uma gestão de estoque eficiente e, com isso, colocam em risco seus planejamentos financeiros, com matérias-primas “esquecidas”, fora do prazo de validade, sem condições de uso, duplicadas, entre outros.

Infelizmente, ainda é uma realidade na indústria brasileira o uso de itens de gestão manual. Ou seja, diversos funcionários são alocados para, diariamente ou semanalmente, contarem o estoque de forma manual e promoverem inventários sobre o que precisa ser comprado, o estado da matéria-prima, entre outros, sem que esses dados estejam interligados com os outros setores.

O resultado, claro, não é dos melhores. Afinal, esse sistema está sujeito a várias falhas e problemas, como esquecimento de alguns itens, um longo período de “hiato” entre uma verificação e outra, esquecimento de demandas urgentes, entre outras questões.

Utilizar a tecnologia também na sua gestão de estoques é uma ótima maneira de otimizar todo o seu fluxo produtivo e reduzir seus gastos. Hoje, a tecnologia RFID tem sido aplicada de forma muito interessante para a localização de qualquer objeto dentro da indústria. Isso permite aos funcionários fazerem uma leitura rápida e informatizada sobre todos os itens presentes no estoque, sua localização precisa e até o seu estado de conservação.

Todas essas informações são sincronizadas entre os setores. Assim, cada vez que a linha de produção demanda de um item do estoque, o sistema dá baixa automaticamente. Quando o nível cai, o setor de compras é avisado. A comunicação mais eficaz e em tempo real impede que existam perdas ou compras a mais do que o necessário, reduzindo os custos.

 

Atente-se a qualidade final do seu produto

Se a sua perda de insumos não acontece nem durante a produção, nem no seu estoque, o problema pode ser a qualidade ruim do que você produz – o que leva a necessidade de retrabalhos constantes e consequente uso de mais insumos.

Novamente, a palavra de ordem é controle. Definir índices de qualidade e programas de gestão é algo importante, mas é preciso ir além. A automação industrial e o uso de tecnologia também pode ser a solução para esse problema.

Hoje, existem sensores modernos e outras soluções que ajudam a padronizar a sua produção por meio de parâmetros pré-estipulados para cada uma das etapas produtivas. Ao reduzir as falhas humanas, automaticamente você está otimizando seus custos e ampliando a qualidade final do que está sendo produzindo, evitando retrabalhos.

Durante a produção, também é possível criar sistemas de avaliação, que impedem um item defeituoso de continuar na linha, removendo-o antes que ele se torne um custo a mais para o seu negócio.

Lembre-se que essas melhorias precisam ser contínuas. É necessário estar sempre avaliando todos os setores que compõem a sua indústria e encontrando maneiras de se tornar mais eficiente em seus processos. Além da perda de matéria-prima, o uso de equipamentos obsoletos, por exemplo, pode levar a perda de recursos, como energia elétrica ou água – o que pode contribuir para que sua produção seja mais cara que a concorrência e que você perca poder de mercado.

Assim, tente avaliar todos os itens e setores da sua indústria continuamente. Implante uma cultura de inovação e envolva todos os seus funcionários na busca constante pela qualidade.

Com essas dicas, ficou mais fácil reduzir a perda de insumos na sua indústria? Se você gostou desse conteúdo, curta a nossa página no Facebook e receba mais orientações interessantes como essa!

Fique à vontade para compartilhar sua experiência ou tirar alguma dúvida que tenha ficado
Se nossa matéria ajudou você, gostaríamos muito de saber como! Isso vai nos ajudar a criar artigos cada vez mais úteis para você.